Tingindo e tratando cabelos com Henna e Clear Moisture Water Rush

Eu só havia colorido com Henna os cabelos quando era adolescente e lembro que havia ficado ressecado. Mas era a versão em pó. Daí que minha raiz está crescendo na velocidade da luz e ficar passando tinta a cada 15 dias não dá, resolvi testar a Henna em creme para ver se eras boa e se de fato iria tingir meus brancos e também o cabelo castanho.

Escolhi a cor preta, e como não precisa misturar nada, basta aplicar no cabelo, colocar a touca que vem no kit e aguardar a pausa de uma hora. Nem muita meleca faz, já me ganhou aí.

SEm falar que não tem água oxigenada, então, meu fio foi apenas “encapado” pela cor.

O cabelo ficou mais encorpado, mas eu queria brilho e maciez, então, depois precisei hidratar.

Resolvi usar a máscara da Redken, Clear Moisture Water Rush, para hidratar o cabelo e como minha raiz tem ficado oleosa,ela é ideal. Não deixa o cabelo pesado nem endurecido, fica solto e com bastante brilho e movimento.

Essa máscara é indicada para cabelos normais ou secos, e rende bastante. A quantidade que está  na palma da minha mão, na foto abaixo,é o suficiente para todo o meu cabelo. Deixo em pausa uns 10 minutos normalmente e com o vapor do banheiro, acredito que potencialize o efeito. Porque eu amo tomar banho  com água bem quente!

Ela é rica em óleos, feita para nutrir o fio sem deixar o cabelo oleoso. Ela faz parte do meu processo de crescimento capilar,aquele que expliquei que vou contar pra vocês em seguida, aqui no blog.

Aqui abaixo mostro a foto do meu  cabelo logo após o uso, sem flash, sem retoques. Foto feita com meu celular, na frente do ventilador do quarto, por isso os cabelos arrepiadinhos, mas não ficou nem um fio fora do lugar, ficou maravilhoso.

Essa foto foi postada no meu Instagram,com mais tantas outras que posto diariamente sobre produtos e cabelos. Não me segue ainda? Clica em @pridoshampoo e vem comigo!

Onde encontrar os produtos?

  • Henna Surya: Comprei na Panvel, paguei R$ 22,90.
  • Redken Clear Moisture Water Rush  na Playshampoo , e leitoras do blog tem 10% de desconto.

Gostaram da resenha?

Beijos.

 

Receita: Creme de Batata

Faz um tempo que eu não coloco receitas aqui. Das poucas que coloquei, foram coisas que realmente amei cozinhar, o que acontece com o creme que é a receita de hoje.

Ele pode ser servido sozinho ou como complemento de pratos, você decide!

Você vai precisar de:

  • Meia cebola média picada em pedaços miúdos
  • Duas colheres de sopa de margarina ou manteiga
  • Um cubo de caldo de carne
  • Duas xícaras de chá de água
  • 400g de batatas picadas em cubos pequenos
  • 1 caixinha de creme de leite

 

Como fazer:

  • Coloque todos os ingredientes na panela e misture. Deixe ferver até que as batatas fiquem bem moles, quase desmanchando. A água praticamente some, mas se ficar um restinho, deixe escorrer o líquido e fique só com as batatas.
  • Coloque as batatas no liquidificador e aos poucos vá acrescentando o creme de leite.
  • Bata na velocidade 4 por uns  dois minutos ou até que vire uma pasta bem consistente.
  • Se você achar que ficou grosso demais, aos poucos, vá acrescentando leite.

Fica cremoso e bem saboroso,é calórico, não tem nada  de light. Eu coloquei por cima um pouco de orégano e servi com picadinho de carne.

Aprendi a receita no feriadão, com uma tia do marido lá de Nova Prata e estou passando adiante.

Espero que gostem!

Beijo.

Testei: Total Mat da Vichy

Tinha tudo pra ser um primer, mas não é. É um gel matificante excelente pra quem tem pele oleosa,mas não disfarça linhas, rugas  e poros abertos.

Mas, se aplicado antes da maquiagem, ele ajuda e muito a absorver toda e qualquer oleosidade da pele não durante o dia inteiro, mas dá uma boa segurada por até umas seis horas.

Ele também serve pra quem te, pele sensível, pois não é comedogênico e é livre de parabenos, então, vale a pedida.

Rende bastante, basta aplicar umas quatro gotas e espalhar na pele e proceder com a make que tá tudo certo. Só não espere que ele seja um primer, que embora a descrição diga que é, não faz efeito de um.

Achei que funciona bem principalmente pra quem tem a vida bastante corrida e só dá uma passada pra retocar a make na hora do intervalo ou após o trabalho. Ele segura a onda nesse período.

Esse eu ganhei da Vichy para testar, mas sei que o preço varia na faixa dos R$ 58. O meuu tem uns 45 dias e tá na metade do frasco. Ou seja, vale o custo/benefício.

Alguém já usou?

Beijo.

 

 

Resenha: Base Líquida Mate QDB

Leio “mate” ou “efeito mate” em algum produto e já quero trazer pra casa pra testar. Mal de quem tem pele super oleosa, sabe?

Foi assim que comprei a base líquida mate da Quem Disse, Berenice? na loja aqui de Porto Alegre. e comprei a cor 7, letra G, que era a mais parecida com minha pele. Embora eu prefira a H que fica um pouco mais escura.

A embalagem é super bonitinha, com válvula pump para aplicação e evita o contato das mãos diretamente com o produto.A variedade de cores também é bem grande e bem maior do que no Boticário e em outras marcas de cosméticos nacionais.

Minha opinião:

A base não parece mate e a cobertura é bem mais leve do que eu pensava. Não chega nem a ser média, na minha opinião. É necessário bastante corretivo para esconder marcas e afins, e a base não segura a oleosidade.

A cor tem um fundo rosado que não combina com todo tipo de pele e favorece bastante que apareça de longe que você está usando base, caso seu tom de fundo de pele seja amarelado (como eu).

Em apenas 4 horas, parece que ela some do rosto e a oleosidade aparece e lá se vai a dignidade facial… Ou seja, gastei R$ 47,90 por nada. Mas, eu precisava testar pra ver se era boa.

Não recomendo se sua pele for bem oleosa ou se você tiver muitas marcas de acne na pele igual a eu.

Alguma de vocês já testou essa base?

Beijo.