Olha a gafe, hein!

 

Chegando o final de ano, época de festas, amigo secreto, presentinhos e sorrisinhos.

Só que muita gente paga váááários micos nas festas de final de ano, e quem nunca pagou, né?

Achei no site Terra algumas pra gente não cometer e copiei as que achei mais interessantes:

  1. Se o presente não agradou…A expressão de decepção pode ser inevitável ao abrir um presente, principalmente se você espera ganhar algo. Nessas horas, é preciso lembrar que a fase de criança mimada já passou. Portanto, a dica simples é agir como um adulto. “Agradeça e faça cara de que gostou”, diz categoricamente a consultora de etiquetas Ligia Marques. Apenas em alguns casos é possível arrumar uma saída, dizendo que você já tem tal produto (CD, DVD, livro) ou ainda que não é o seu número (blusa, vestido, calça). “Nessas situações, pergunte educadamente onde a pessoa comprou o presente e questione sobre a possibilidade de troca”.
  2. Se você recebeu presente de quem não presenteou…Essa situação é muito corriqueira no Natal. Aliás, você também pode presentear e não receber presente. Por isso, é importante pensar bem em quem colocar na sua lista de presentinhos e lembranças. Mas, se não tiver como prever e você for surpreendido por um agrado de quem você menos imaginava, a dica é responder com um simples “obrigada(o)”. Falar que esqueceu “sem querer” da pessoa ou que irá comprar uma lembrancinha depois, de acordo com Ligia, só deixa a situação mais embaraçosa.
  3. Se apareceu com uma roupa colorida e todos estão de branco na festa de réveillon…Se sinta incomodado apenas se você estiver numa festa em que o convite trazia os dizeres “only white” (somente branco). “O branco é apenas um costume, mas cada um veste a roupa que se sentir melhor para receber o novo ano”!
  4. Se você fizer uma pergunta embaraçosa…Uma das melhores coisas das festas de confraternização é reunir alguns amigos e parentes que você não encontra há muito tempo. No entanto, esse distanciamento pode provocar algumas surpresas e, com elas, “saias justas”. Exemplos clássicos são aquelas perguntas sobre alguém que já faleceu ou sobre casamentos que já foram desfeitos. Se isso ocorrer, “peça desculpas ao familiar pela indelicadeza da perguntar e mude de assunto. Nada de ficar comentando sobre fatos desagradáveis nessa hora”.

Se vc quiser ver todas as outras dicas MARA pra nã o pagar mico em eventos da sua empresa e familia, tem muito mais se vc clicar AQUI!

Já cometeram algumas dessas essas gafes aí meninas?

Contem, please!

Beijos queridonas!

Pri****

Obrigada por acessar o Shampoo de Laranja!