Cuidados para a pele (cada idade requer um diferente!)

 

Oi gurias!

Eu sou apaixonada por produtos para o rosto e cremes anti-rugas e afins.
Navegando pela web, achei uma reportagem que explica os cuidados certos para cada idade e o que fazer para envelhecer, mas com elegância e usando o tempo sempre a favor da nossa beleza.
Vamos aproveitar!

Dos 20 anos aos 29 anos – Nesta fase, a principal preocupação costuma ser controlar o excesso de oleosidade. Evitar o excesso de sol, cigarro e bebida é importante, já que o abuso acelera o envelhecimento precoce. A dermatologista Ana Cristina Fasanella explica que a flacidez começa a aparecer a partir dos 25 anos, uma boa hora para investir em um creme preventivo.

– A partir desta idade, a pele começa a perder, em média, 1% da produção de colágeno que faz a sustentação da derme. Se houver intensa exposição solar, esse processo será acelerado – explica.

As dermatologistas recomendam: limpeza diária com produto que controla a produção excessiva de óleo e o uso de um filtro solar com ativos hidratantes como vitamina C e ácido hialurônico.

O uso do ácido glicólico pode ser recomendado, principalmente se a pele tiver manchas ou rugas precoces.

Dos 30 anos aos 39 anos – Se a a fase dos 20 anos é a época da prevenção, esta deve ser a da manutenção, diz Daniela Alvarenga.

A partir dos 30 anos, a mulher pode intensificar a composição dos ácidos, e também usar produtos que ajudam a manter a pele firme. Quem manteve bons hábitos, diz Ana Cristina Fasanella, pode continuar com a pele semelhante a da década anterior.

É nessa idade que surgem as primeiras rugas finas ao redor dos olhos, na testa e no sulco que divide as bochechas dos lábios. As manchas acastanhadas em forma de sardas ou maiores no rosto, como o melasma, podem começar iniciar nas que têm tendência, principalmente, após a gestação – alerta Ana Cristina.

Daniela Assad recomenda produtos com substâncias como raffermine, argenine e tensine, que têm efeito tensor. Os melhores cosméticos, diz a dermatologista, são aqueles com efeito protetor e reparador.

– Até os 40, a mulher deve apostar em tratamentos que mantenham a pele sadia e jovem.

Elas devem fazer intervenções leves, que apaguem manchas e amenizem os primeiros sinais de flacidez. As terapias à base de laser podem ser aliadas, assim como o botox e os preenchimentos – ensina a médica.

Dos 40 anos aos 50 anos – A hidratação é fundamental neste período, já que a mulher começa a sentir na pele os primeiros sinais do início da menopausa. A diminuição do estrogênio e da progesterona podem deixar a pele flácida, sem viço, e com menos contornos faciais.

– Tudo isso na pele se traduz clinicamente em ressecamento, opacidade, rugas, flacidez, perda de turgor e rosado natural, maior sensibilidade a escoriações, efeitos da radiação UV solar, e menor poder de cicatrização e eliminação de manchas – diz Ana Cristina.

Os melhores produtos para a mulher nesta fase são aqueles que contêm DMAE, que tensiona a pele, a hidroquinona, que clareia manchas, e a idebenona, substância rica em antioxidantes que diminui manchas e desacelera a ação dos radicais livres que causam o envelhecimento cutâneo. Daniela Alvarenga também recomenda o sculptra, substância injetável que estimula a produção de colágeno e melhora os contornos faciais.

Após os 50 anos – É hora de intensificar a composição dos produtos novamente para manter a qualidade da pele. Associar os tratamentos dermatológicos com a cirurgia plástica pode trazer mais benefícios no caso de peles muito castigadas.

– A dermatologia pode melhorar bastante o aspecto do rosto, mas não resolve certos problemas.

Fonte das dicas: Agência O Globo

Fotinhos: Google

Escolhi alguns cremes que são indicados para cada uma das faixas etárias descritas no post.

E vocês, o que usam para combater as rugas? Dêem suas dicas, vamos compartilhar nossos segredos para envelhecer, mas sem perder a nossa beleza!

Aguardo as dicas de vocês!

Um beijão,

Obrigada por acessar o Shampoo de Laranja!