Arroz Negro: Os benefícios dele na Reeducação Alimentar

A melhor coisa da vida tem sido não fazer dieta. Me reeducar tem trazido benefícios para a minha vida e do meu marido também. Ele quer perder 30 quilos e eu, 40 quilos. Tem gente que ainda não entende que não estamos fazendo dieta e sim, nos reeducando, trocando alguns alimentos, mas também comendo o que gostamos em menor quantidade. Aos poucos, estamos pegando o jeito da coisa.

arroz-negro-1347304025851_956x500

Hoje vou falar do arroz negro, que para alguns ainda é novidade. Aprendi a usá-lo com o Dr. Barakat, que é um médico super procurado quando o assunto é emagrecimento. meu sonho é consultar com ele e fazer o tratamento, mas além de muito caro para o meu bolso (geralmente atende artistas e pessoas da alta sociedade), fica longe de mim. Mas aproveito as dicas dele no snapchat e também no Instagram e foi lá que aprendi!

De origem mediterrânea, o arroz negro apresenta 30% a mais de fibras e 20% a mais de proteínas quando comparado com o arroz branco, e possui menos gordura do que o arroz integral, além de menor valor calórico e elevado teor de ferro. Se incorporado à alimentação, a ingestão correta de fibras regula o intestino, controla a glicemia, evitando cargas demasiadas de insulina e reduz a taxa de colesterol. E eu estou tomando Roacutan, que normalmente aumenta o colesterol, e não tenho tido problemas com isso. Ponto para o arroz negro!

 Outro benefício,é que o arroz negro aumenta a sensação de saciedade, ou seja, é  aliado para quem deseja emagrecer com saúde. Eu como uma  menor quantidade de arroz preto do que comeria  do branco, me sinto igualmente saciada. Antioxidante, ele ainda combate o envelhecimento e previne diversas doenças por aumentar a imunidade.

Além desses benefícios todos, o arroz negro é rico em vitaminas do complexo B, que são essenciais para o nosso  organismo, já que coordenam as proteínas, gorduras e o metabolismo de carboidratos. Se consumido continuamente por longo período, a versão preta do  arroz ainda pode  prevenir  câncer, doenças degenerativas e problemas cardiovasculares.

arroz-negro-venere-

E qual o gosto?

Ele tem  o mesmo gosto do arroz branco na minha opinião, só que é mais forte e o cheiro também. Mas dá perfeitamente para trocar um pelo outro. É engraçado quando se come  com feijão, pois como os dois são da mesma cor, parece que é só um prato de feijão. O arroz negro me ajudou nas férias, estou há quase um m~es sem ir na academia, pois mal parei em casa, viajei e sempre levei ele comigo. Não emagreci, mas também não engordei nada. Mantive o peso mesmo sem me exercitar nestes 30 dias, só cuidando da alimentação e usando arroz negro.

Onde comprar e o preço?

Eu compro no mercado público de Porto Alegre, nas bancas de lá. O preço do quilo é cerca de R$ 22, mas ele rende bem mais do que alquer outro arroz. Um quilo e meio dá pra eu e meu marido durante o mês todo. Nas outras cidades, acredito que também tenha em loja de produtos naturais.

Como preparar?

Ele demora mais tempo que o branco para ficar pronto,tem que colocar uma medida de arroz para três de água. Ele leva cerca de meia hora para ficar pronto, um pouco mais do que o integral. Eu não coloco óleo, porque faço naquelas panelas elétricas de arroz e ele fica bem soltinho.

Arroz negro é saboroso demais!

Alguma de vocês já provou?