Categoria: Culinária

Dicas sobre bares, baladas e viagens: Jana

Bem, então a Priscila teve a  ideia de me convidar para escrever uma coluna no blog dela sobre lugares que frequento e curto. Uma das piores ideias que ela já teve, coitada! Mas enfim, como diz aquele ditado: cuidado com o que você pede pois pode conseguir. E ela conseguiu.

Expliquei para a Priscila que tenho uma vida bem corrida, e que não conseguiria escrever com regularidade. Se ela aceitasse textos eventuais e com periodicidade de: sabe-se lá quando, eu toparia. A louca aceitou e eu também.
Portanto, primeiro quero deixar claro que não sou entendedora de bares, restaurantes, comidas, não sou sommelier de coisa nenhuma, não me formei em turismo nem em artes culinárias, enfim, sou uma pessoa como você: que gosta de comer, beber e dar umas bandas por aí.

-pin-ups-33

Moro em Porto Alegre, uma cidade, que falem bem, falem mal, tem sim, muita coisa para fazer, ver e …oba! comer e beber!
Às vezes ando por alguma rua que fazia tempo que não circulava por ela, e…pimba! um bar, bistrô, ou boteco novo. Aliás…atenção com a palavra BOTECO, que também pode ser substituída por ARMADILHA. Nos “botecos” de hoje tu vai pagar 30 pila por uma caipirinha e uns 50 pila por uma porção de bolinho de arroz. Deturparam o boteco, meu povo! Cadê o governo?

Minha família inteirinha é de italianos, portanto, toda a minha existência desde que eu era um óvulo loirinho de olhos azuis, até hoje que sou uma adulta loira(obrigada L’oreal, te amo!), foi permeada, adivinha pelo que? Sim! Comida! Ah, a comida…quem não tem uma relação quase doentia de amor e ódio com a bendita da comida? Eu tenho e muito. Adoro quando eu ataco ela e odeio quando vejo os estragos que ela faz no meu abdômen.

Minha mãe cozinha muito bem, meu pai assava um churras nota 100, e meu irmão cozinha muito bem, e eu tenho lá meus dons de dona Benta. Portanto, não é qualquer molho de sachê com miojo que faz meus olhos brilharem. Eu gosto de comer e sei do que eu gosto, ou não.
Beber também é algo que mantém a vida adulta um tiquinho menos insuportável, né? E comida e bebida se complementam. Confesso que no meu dia a dia, minha bebida principal é água mesmo, assim, pura, sem bolinhas, bem sem graça, inclusive nas principais refeições. Mas claro, adoro uma cerveja artesanal, espumante, vinho, suquinhos, enfim, coisas líquidas.

Hum…  Eu gosto de tanta coisa, já fui em tantos e tantos lugares legais que nem sei por onde começar. Ou sei sim, vou começar por dois bares não muito conhecidos em Porto Alegre, mas que me cativaram logo de cara: O Infiel e o Bier Keller.
Aguardem!

IMG-20170404-WA0000Janaina Zorzato, funcionária pública, gaúcha não praticante, colorada por osmose, metida a marombeira, e com um lado Dona Benta.

Pri Por Aí: Pizzaria Temática Cara de Mau- Gramado/RS

1de98c20e6122e4c820991f4d063181c_LSe tem uma cidade que eu sou apaixonada, é Gramado. Se eu tivesse como, juro que me mudava pra lá, sem titubear! Então, é normal que uma vês por mês, eu vá passear por lá, ir em lugares que ainda não fui ou visitar os que gostei. No início do mês de Março , fui novamente e aproveitei para ir na famosa Pizzaria Cara de Mau, que é temática, tem piratas e o interior lembra um navio.

As pessoas me falavam super bem dela, mas os comentários em sites se dividiam entre positivos e negativos, ainda assim, resolvi tirar minhas próprias conclusões. Chegamos às 21h e damos o nome na portaria. Era um sábado e estava cheio, tinha fila de espera. Até aí normal, eu já sabia que era bem movimentado e que se esperava até 2h na fila. Dei meu nome e fui dar uma volta nas lojas e voltei depois. 1h15 após dar o nome fomos chamados a entrar. É bem organizado o sistema de reservas da entrada, achei bem interessante.

20170311_220650

Na entrada, já achei o lugar bonito, tudo lembra um navio, e os sofás para sentar em volta das mesas são bem confortáveis. Rapidamente vem um garçom com roupas de pirata (todos usam!) e nos explica como funciona a pizzaria, que atende sistema de rodízio. Um pequeno barril fica em cima da mesa, onde se vira um lado e aparece  “pizza salgada” e do outro “pizza doce”, assim facilita os garçons virem servindo as mesas.

As pizzas são boas?

Li no Trip Advisor que eles tinham 63 sabores de pizzas, mas nas duas horas em que fiquei lá dentro, não passou mais de 06 sabores na minha mesa. Foi bem demorado o intervalo entre uma pizza e outra, o que achei bem ruim, dado o valor alto do rodízio.Já dos recheios, achei as pizzas bem recheadas, de modo geral. Comi 5 fatias nesse intervalo de tempo e achei ‘ok’. Nada demais, em relação a outras pizzarias boas que já frequentei.

Pizzas simples como strogonoff, frango com catupiry e calabresa não passaram pela nossa mesa.  Vieram duas outras variações de frango, milho, acho que camarão e duas doces. Elas vinham outras vezes. Mesmos sabores.

E o atendimento?

O que mais passou na mesa e que eu acho de fato constrangedor, é o caneco de gorjetas, que um dos garçons passa colocando em cada mesa, e quando alguém dá gorjeta, ele grita o nome da cidade da pessoa que deu e todos os piratas comemoram. Essa gorjeta é opcional, mas ficar vindo na mesa de 15 em 15 minutos com o caneco é incômodo e constrangedor.

Os garçons são bem atenciosos, trazem a bebida rapidamente e eu acabei virando refrigerante na mesa e prontamente o moço resolveu tudo. Trocam os pratos e garfos com bastante agilidade e como são vários, é bem rapidinho para virem na mesa quando solicitados.

20170311_234705

O ambiente

Lá é bem animado, a luz baixa com música animada e o show à parte fica por conta do Jack Sparrow, e o ator contratado além de parecido com o do filme, encarna o personagem e seus trejeitos o tempo todo. Muito gentil, passa de mesa em mesa, tirando fotos com adultos e crianças e dança bastante na hora da “balada do Pirata” que é a hora mais animada da Pizzaria, certamente.

O preço

O rodízio por pessoa custa R$ 63,00 e com as bebidas, minha conta e a do marido ficou em R$ 180. Não lembro se cobraram dez por cento, mas acho que sim. Eu não dei dinheiro na caneca da gorjeta, pois achei muito invasivo aquela caneca passando na minha mesa mais do que as pizzas.

Se eu voltaria? Sim. Pra ver se tenho uma percepção diferente, se vejo outros sabores de pizza e se sou melhor servida. Achei muito cara pelo que deixa de oferecer.  Fiquei desapontada.

E vocês, já estiveram por lá? O que acharam?

Caldo de galinha com menos sódio

Eu puxei pelo meu pai no amor a caldo de galinha. Comida pra ele tem que ter dois, três cubos. E pra mim também, amo esses cubinhos temperados. Pode ser de qualquer coisa, menos de bacon. Ah, este post não é um publieditorial, comprei o caldinho com meu dinheiro mesmo e como achei legal a proposta dele, resolvi compartilhar a informação, já que ando dando dicas de dona de casa neste espaço também.

Então, quando vi o Knorr Balance na prateleira, comprei as versões normais e trouxe dele também, pra ir alternando e ver se eu notava a diferença e se era bom igual ao gosto do original. Tá, eu sei que tem gente que não curte essas coisas industrializadas na comida. Mas há quem goste, ok?

blog3

Ele é igual ao original no quesito sabor, mas é menos salgado, menos enjoativo e marcante. Deixa um sabor  bacana, ms não salga demais a comida. Essa parte eu achei ótima, pois vez ou outra eu perco a mão no sal e no tempero da comida. mas estou pegando o gosto por cozinhar, cada vez mais. Antes eu cozinhava por necessidade, mas ultimamente tenho tentado me aprimorar e me dedicar mais.

O preço é um pouquinho mais caro que o original, dá uns R$ 0,50 de diferença, mas vale a pena. na embalagem diz que tem 30% menos sódio do que a versão de caldo de galinha originalmente vendida pela marca. Eu comprei no supermercado Zaffari aqui em Porto Alegre.

Os outros sabores de Knorr Balance são: carne e legumes. Além do de galinha.

Se tu curte um cubinho no  caldinho na comida, fica a dica.

Pri
aviso produto comprado.

Comendo em Porto Alegre: Pastelaria dos Brothers

Eu já tinha ouvido falar sobre essa pastelaria, mas não dei muita bola na hora, quando meu cunhado disse que era boa. Daí que nesse sábado, todo mundo resolveu sair pra rua e estava impossível entrar em qualquer restaurante por volta do meio dia. Eis que então, lembrei da tal Pastelaria dos Brothers, e pedi ao meu marido para irmos lá.

Chegando lá, o ambiente é bonito, organizado. Nada luxuoso, mas extremamente limpo e bem decorado. Tem ar condicionado bem potente (nesse calor, indispensável) e wi-fi. Cabe umas quarenta pessoas nas mesas, por aí.

O cardápio, se não estou enganada, conta com uns 45 sabores de pastéis salgados e uns 10 de pastéis doces. Vi que eles vendem porções de fritas também. O pastel mais caro, que depende do sabor e do tamanho, custa R$ 19.

Tem pastéis de 3 tamanhos: Pequeno (150g), médio (350g) e grande (500g). O meu, dessa foto, é o grande, de Frango com Catupiry. Pra verem como é barato, o grande desse sabor que escolhi, custou R$ 12.

IMG_20141206_122926

O pastel é bem recheado,a massa é ótima. O grande é bem grande, tanto que não venci comer um inteiro.

Eu e meu marido gostamos tanto do local, que pela noite nós tínhamos um encontro com amigos marcados em outro lugar, e tranferimos para lá. Bom demais!

Para beber, eles vendem água, sucos, refrigerante e cerveja. Esses não ão são muito baratos, mas não lembro o preço.E foi o marido que pagou a conta… hehehe!

Eles também tem tele entrega!

Serviço:

Pastelaria dos Brothers

Rua Presidente Juarez, 111 – Bairro São Sebastião – Porto Alegre- RS
Porto Alegre, Rio Grande do Sul
051 3029-5222

Fica a dica pra vocês, espero que gostem!

Beijo,Pri

aviso produto comprado.