Categoria: cultura

TOC- Transtornada Obsessiva Compulsiva

 O filme que  fui assistir ontem no Shopping Iguatemi em Porto Alegre foi o Toc- Transtornada Obsessiva Compulsiva, cuja protagonista é a atriz  Tatá Werneck. Ela é muito fofa, pequena e está linda, mas meus elogios à Tatá acho que vão parar por aí. Mas leia até o final essa resenha sobre o filme e não se preocupe, pois não contém spoiler.

tata

Quando o filme começa, é bem provável que você faça como eu, que achei que estava na sala errada e fique com vontade de levantar da cadeira. Mas isso é porque o começo do filme está retratando um sono de Kika K . Aliás, os sonhos da personagem tem uma produção bastante caprichada, tanto quanto restante do filme.

A temática aborda as celebridades instantâneas e é um tema bem atual, e mostra uma visão nada glamurosa disso: a personagem Kika K. é uma atriz, que tenta vagas em novela após fazer sucesso na internet, lançou um livro (que não foi ela quem escreveu) e está sofrendo com uma agenda muito cheia, compromissos marcados pela exigente empresária e ainda sofre com a distância do namorado interpretado pelo ator Bruno Gagliasso.

No meio disso tudo, ela começa a se questionar se a vida é realmente aquilo tudo, sorrir sem vontade, mas por obrigação, já que contratantes e fãs esperam ela sorridente mesmo que esteja cansada e com problemas pessoais. Aliás, a empresária vivida pela Vera Holtz é a melhor parte do filme, ela está ótima, divertida e talentosa como sempre.

toc

E quanto ao TOC da Kika, também é abordado de maneira interessante e mostra o quanto de vida, o quanto de coisas deixamos de fazer por manias que temos. Kika K não pisa em linhas e tem TOC achando sempre que deixou o gás aberto. O detalhe é que ela lembra disso até quando o avião está no ar e sofre por isso. Eu tenho alguns TOC’s e achei muito legal essa abordagem do lado real da coisa, pois todo mundo acha interessante o TOC do Roberto Carlos de só usar azul e cores claras, mas ninguém nunca se perguntou se ele sofre por isso e o quanto de coisa ele já deixou de fazer por não estar na paleta de cores que ele gosta e usa.

Quando ela joga essa vida de fama para o alto, encontra um novo amor e tem que lidar com Felipe, um fã fanático, que aborda outra questão importante: o fanatismo doentio por alguém. O fã de Kika a persegue, tenta ter envolvimento amoroso e o desenrolar da história é engraçado, mas nos faz pensar, mesmo dentro da comédia.

Analisando assim, é um filme meio sem pé nem cabeça, mas nos faz dar boas risadas. O filme brinca inclsuive com o problema de dicção de Tatá, que é bem notável na maioria de suas atuações, mas não a prejudica. Quando ela faz rir, é ótima, mas na parte mais “séria” do filme, ela não é tão boa. O filme fica entre comédia e alguma coisa meio perdida, mas se você entender as situações, traz uma importante reflexão sobre o mundo digital versus mundo real de hoje em dia.

Ontem foi a primeira vez que fui ao cinema sozinha e eu até gostei da experiência, sabe?

Ficha técnica:

Kika K. é uma atriz que está em novelas (disputa papéis diretamente com Ingrid Guimarães, que representa ela mesmo no filme), campanhas publicitárias e é idolatrada por milhões de fãs. Mas, por trás das aparências, está em crise com sua vida pessoal e profissional, enquanto precisa lidar com as limitações de seu Transtorno Obsessivo Compulsivo. Kika se depara com Felipão, um fã obsessivo, um namorado galã sem noção e os compromissos profissionais marcados pela sua exigente empresária.
Data de lançamento: 2/Fev/2017
Duração: 1h45min.
Direção: Paulinho Caruso, Teo Poppovic
Elenco: Ingridf Guimarães,Luís Lobianco, Vera Holtz, Tatá Werneck, Bruno Gagliasso, Daniel Furlan, Patricya Travassos,
Fotografia: Pierre de Kerchove
Roteiro: Paulinho Caruso, Teo Poppovic
Produção: Bianca Villar, Fernando Fraiha, Karen Castanho
Beijoca e assim que eu ver mais algum filme, trago resenha pra cá!

Se você gostou de Narcos, vai amar El Patrón del mal

Foi assistindo Narcos na Netflix, que fiquei curiosa para saber um pouco mais da vida de Pablo Escobar. Não por achar que ele valesse alguma coisa, pois seus atos deixaram marcas em vários países do mundo, sobretudo na Colômbia, mas porque queria entender quais histórias e personagens de Narcos existiram. Sem falar que a atuação de Wagner Moura como Pablo está boa, mas é porque eu ainda não havia visto Andrés Parra como Pablo.

15717

Desde o primeiro capítulo,El Patrón Del Mal  te prende na tela, e  história é muito mais completa e verídica, contando sobre o Pablo desde jovem e indo até o dia da sua morte. São 74 capítulos, de uma série produzida na Colômbia em 2012 e aclamada pelo povo do país, pois segundo eles,  é a série que mais representa a verdade do que se passou naquela época e afetou tanto o povo colombiano.

wpid-Pablo-Escobar-el-patron-del-mal

A série tem a história bem completa, além de inserir poucos fatos fictícios na história, a maioria é verdade, tanto pelas pequisas que fiz, dos jornais da época, como El Espectador, como relatos do filho e do único sicário vivo (e solto) de Pablo Escobar, Popeye, que na série é chamado de Marino (referência ao marinheiro). Alguns nomes são trocados, mas são similares, então dá pra entender bem quem é quem.

Andres-Parra-600x400

Rica de enredo, com atores muito parecidos com as pessoas que representam, tanto que em algumas fotos e vídeos, é impossível não achar que se trata das mesmas pessoas, principalmente Pablo Escobar, Gustavo Gaviria e Luiz Carlos Galán. A semelhança desses atores com as pessoas é incrível! Fora o figurino da série que não dá um fora e usar muita ombreira, manga bufante, camisa de tecido duvidoso, blush marcado e não deixa faltar laquê em nenhuma das cenas. Tudo muito anos 80!

Onde assistir?

El Patrón Del Mal foi produzida em 2012, pela TV Caracol, mas está disponível na Netflix, na íntegra, todos os seus 74 capítulos, legendados.

Simplesmente  de tanto ler sobre a história, ainda quero se possível, visitar a Hacienda Nápoles, que há muitos anos tornou-se um parque de recreação e também quero ver se consigo fazer um tour com Roberto, irmão de Pablo, que trabalhava com ele, que hoje ganha dinheiro contando e recriando roteiros e histórias que viveu com seu irmão naquela época em Medellín e seus arredores. Não sei quando vai dar pra fazer isso, mas fica o desejo!

escobarelpatrondelmal_divulgacao01

Se querem esquecer que Narcos existiu, assistam essa série. Agora entendi porque as pessoas implicavam tanto com a atuação de Wagner Moura como Escobar. Pelas gravações que existem da voz de Pablo, Andrés Parra pegou até o jeito de falar, entonação e tudo de Escobar. Uma atuação fascinante!

Fica a dica!

Tô ryca!

Ontem fui ver o filme “Tô ryca”, no cinema. Estava mega curiosa pois geralmente os trabalhos da Samantha Schmütz são ótimos. Mas esse não. Esse está fantástico. E já vou contar o motivo, sem dar spoiller, não se preocupe. Até porque eu quero muito que você vá no cinema e divirta-se tanto quanto eu e meu marido.

2015-805490758-toryca__creditopapricafotografia_300355_20150406

Devo adiantar que nos primeiros cinco minutos do filme, eu já estava com meu maxilar doendo de tanto rir. E não é uma comédia pastelão, é daquelas com situações diárias que escondidas no stress nós não vemos que tudo tem seu lado engraçado. E a vida de Selminha Oléria Silva, a personagem vivida por Samantha, é a de muitos de nós: trabalhadora brasileira com sonhos pela frente.

Selminha é frentista de um posto, mora com sua amiga e de repente, é chamada pelos advogados de um tio podre de rico. Ela recebe a notícia que ficará rica, pois herdou a fortuna do tio. Mas com uma condição: que ela cumpra o desafio imposto por ele. Selminha pode receber 300 milhões de reais, mas antes disso vai receber 30 milhôes e tem que gastar isso em 30 dias. Fácil, né? Não nesse casso. Ela precisa gastar 30 milhões sem comprar nada pra ela, e apenas 5% desse dinheiro pode ser doado e outros 5% utilizados em jogos. 90% tem que ser gasto mesmo.

15342282

Nessa aventura, ela vai contar com a ajuda de dois fiscais, Marcus Majella e Fabiana Karla. Eles vão controlar tudo o que ela gastar nos 30 dias para ver se ela terá direito ao valor total da fortuna. Nesse meio tempo, acontecem vários problemas, Selminha faz mil e uma trapalhadas e ainda de quebra, para matar a saudade de ver Marília Pêra na telona, pois ela fez uma participação no filme, antes de sua partida.

O figurino do filme é um espetáculo à parte, tudo muito real e ao mesmo tempo, combinando com o enredo da trama. Trilha sonora perfeita, tendo desde Shakira ao tradicional pagode. O filme tem detalhes de locação bem bacanas, como iates, hotéis de luxo e a visão da favela, de acordo com a visão de um morador. Por isso é tão real.

O final do filme tem um desfecho inesperado, mas muito engraçado, principalmente depois que Selminha entra para a carreira política e enfrenta Fausto Falácio, personagem do Marcelo Adnet. Ela está imbatível como candidata à prefeita do Rio, vocês precisam ver!

Faz bastante tempo que um filme de comédia não me encanta tanto. Adorei mesmo! Se puderem, vão ao cinema, acredito que vocês vão adorar!

Pets- A vida secreta dos bichos (sem spoiller)

Eu estava aguardando faz bastante tempo pra poder assistir esse filme. Desde 2015, quando vi o primeiro trailler nos cinemas, já sabia que eu estaria no cinema acompanhando.Uma animação falando da vida dos bichos não teria como dar errado.

602x0_1468173085

Desde o começo do filme, a história contada por Max, um cachorrinho já dá o do que vem por aí: o amor dos humanos pelos seus  pets e vice-versa.

secret-life-of-pets

Depois de um desenrolar emocionante e muito divertido, o final feliz é certo. A dublagem é ótima, muito bem feita e eu assisti em 3d, mas nada que diferenciasse de assitir em 2 d, até porque o filme não tem tantas cenas que diferenciem assistir com óculos.


O filme não é longo demais, o enredo é cativante e pra quem gosta de animais, é uma das maiores fofuras que eu já vi!

Depois de ver o filme, cheguei em casa e abracei ainda mais os meus gatos, não tem como não morrer de amor por essas fofuras!

Se você ama animais, precisa ver esse filme! As crianças ficam fascinadas também!