Categoria: cultura

Livro: Como ter uma vida normal sendo louca

Post por em cultura

Esse livro já foi bem falado diversas vezes e não custa falar novamente. É um guia  prático e bem humorado para sairmos de situações tensas do dia-a-dia, que com certeza alguma de vocês já passou!

IMG_5431

IMG_5434

Vários ensinamentos em como ser “cool”, ser “vip“, lidar com ex, como se livrar de gente chata e por aí vai..

IMG_5435

Jana Rosa e Camila Fremder tiveram uma ótima sacada ao escrever o livro. Sou viciada nele e super recomendo.
IMG_5432

E ao falar dele, não podemos deixar de falar sobre as ilustrações. Uma mais linda que a outra e geniais. O livro certamente te fará ver o quão ridículas são algumas pessoas para conseguirem algo e o quão podemos ser normais, saindo de mil e uma situações.

Super recomendo e você pode encontrá-lo na livraria mais próxima pelo preço médio de R$ 19,00.

Nanda Biazetto

Viciados em celular

Post por em cultura

A cada dia, novos celulares chegam às lojas, com modelos mais modernos, novas funções e tenho que concordar que muitas delas facilitam  nosso dia a dia. Mas também vejo outro grande problema, não há mais lugar para conversas entre pessoas. Em todos os lugares, pessoas almoçam juntas, mas ficam em seus celulares, batendo papos ao invés de conversar com a outra pessoa.  E já entendi que isso nem é por gosto e também não quer dizer que o acompanhante seja chato, é que as pessoas ficam penduradas no celular mesmo.

nao-temos-wifi

E eu não vou me excluir dessa: também fico no celular mais tempo do que deveria, e acabo perdendo alguns momentos bacanas por querer falar com quem está do outro lado da tela, ao invés  de conversar com quem está á minha frente. E eu me sinto mal quando fazem isso comigo, me deixam esperando, não me dão atenção ou não conversam, ficam ao telefone. E ali, eu pego o meu também, e ficamos, cada um em seu mundo virtual. Seja whatsapp, vídeos, aplicativos , Facebook, o que  tiver instalado nesse aparelhinho que faz parte da nossa vida.

internet-bar-celular

Eu tenho dois aparelhos, com números diferentes. Um é para trabalhos e é meu número mais comercial mesmo, aquele que todo mundo tem. E outro é para familiares e amigos mais próximos. Mas no final, acaba sendo que o critério de uso é quem tem telefone da Claro e quem tem telefone da Vivo (uso ambas operadoras), pra ligar mais barato. Hahaha!

forgot

O excesso do uso do celular atrapalha relacionamentos, trabalho, pode causar acidentes. Esses dias eu vi um jovem olhando para o celular digitando enquanto dirigia. Só que ele não olhava para a rua, só para o celular e mexia o volante. O carro ia para os dois lados da pista e o rapaz nem desviava os olhos do telefone.

Outro dia, fazia as unhas em um salão diferente do habitual, enquanto a moça que me atendia, falava com as amigas no whatsapp e atendia chamadas. E eu esperava.

vicio7

Na mesma semana, em um cafeteria da minha cidade, a moça ficou ao celular e eu no balcão, querendo fazer o pedido antes de sentar. eu falei com ela, disse o que queria e ela disse que já levava na mesa. Depois de 20 minutos de espera, ela aparece e pergunta : “o que você queria pra comer mesmo?”. Eu só disse meu pedido e não reclamei, porque a regra é clara: não se chama a atenção de quem mexe na nossa comida. Mas ela só esqueceu e demorou a me atender porque a conversa estava animada ao celular.

20140508_blz_765

Aqui em casa, coloquei uma regra para que eu me organize e divida meu tempo: quando meu marido chega do trabalho, nossos celulares ficam em outro lugar da casa, e desligamos o wi-fi. E se chegou visita aqui, não pegamos o celular para dar atenção para quem chegou em nossa casa.São pequenos gestos que fazem as pessoas sentirem-se mais importantes e mostra que abdicamos de ficar na telinha para dar-lhes a merecida atenção.Tem dias que funciona super bem, mas tem dias que o vício no celular quase é mais forte…

E vocês, o que acham do fato das pessoas não desgrudarem do celular nem quando estão com amigos ou em um encontro? 

Pri

 

The Flash

Post por em cultura

Eu juro que não queria assistir porque achei que era meio bobinho, afinal, o que teria para oferecer, um pseudo herói em que seu único poder é correr, e o ator que faz a série, ainda  tinha uma cara de “guri de apartamento”, que dava sono.  Mas ainda bem que dei uma chance ao Barry Allen, que quando vai salvar a cidade se tranforma em The Flash. Seriado que se desenvolve rápido, trama contemporânea e realista, com um quê de lúdica, mas sem tirar os pés do chão.

tumblr_n2aucip0iJ1susnhzo10_1280

Eu vi o The Flash pela primeira vez nas participações dele na série do Arqueiro Verde, o seriado Arrow e depois, vi nas chamadas do comercial, que tinha uma série só do The Flash e meu marido me convidou pra assistir.

A história do Barry Allen é que ele foi atingido pr um raio quando era criança e ficou rapidinho, afinal, o raio alterou alguma coisa nele. Teve de ser criado pelo policial Joe e sua família, pois sua mãe foi assassinada e colocaram a culpa em seu pai, que está preso até hoje. A luta do The Flash, além de salvar a cidade dos bandidos, é provar que seu pai é inocente e tirá-lo da cadeia.

the_flash_f_1

The Flash é monitorado e auxiliado pelo pessoal da Star Labs, que lhe ajuda nas tarefas mais difíceis e lhe direciona para atender os casos contra os bandidos.

Analisando assim, parece ser bobinha a série, mas eu diria que é uma série policial, com uma mistura de ficção cinetífica, que está dando super certo.

O seriado passa na Warner, nas quintas feiras, às  22h30.

Pri

Livro: Não sou uma dessas

Post por em cultura

Sou fã da série Girls e todo aquele universo feminino bem realista que só nós mulheres entendemos e passamos. Não bastava Lena Dunhan com esse programa maravilhoso, ela tinha que escrever esse livro.

IMG_5089

“Not That Kind of Girl”, título original do livro, conta a própria história da autora , inúmeros momentos bem vergonhosos que ela passou e que certamente, alguma de nós, vai se identificar.

IMG_5093

Por ser bem realista, não acho lá muito recomendável para o pessoal mais novo, pois Lena rasga o verbo e fala mesmo o que pensa, sem rodeios. Situações amorosas, sexuais, trabalho, dinheiro, tem tudo bem descrito no livro suas experiências.

IMG_5094

Enfim, por ser realmente apreciadora de Lena Dunham, eu super recomendo a compra! E de quebra, assistam a série “Girls”!
IMG_5090

O preço em média do livro é de R$ 25 nas livrarias!

Boa leitura!

Nanda Biazetto