Tag: Pri por aí

Jana por aí: Bier Keller

E a bola da vez é o Bier Keller!

O BK, como é amorosamente chamado pelos seus assíduos frequentadores, ou melhor dizendo, seus fãs, não é exatamente um bar típico, aberto ao público, é na verdade, uma espécie de clube fechado que só entra quem for convidado por outro frequentador do BK. Interessante, não?

Fica numa casa muy simpática e aconchegante, ali na João Abbot, no bairro Petrópolis, em Porto Alegre.

Esse sistema diferentão, deixa o BK com cara de “casa de amigos” e é exatamente assim que você vai se sentir! Não tem garçom, nem garçonete, você mesmo pega seu copo, que a Gerti, o Vitório ou teu amigo que te levou, vai indicar onde fica, tu mesmo pega a tua cerveja que pode estar em uma das geladeiras do andar superior ou na fantástica câmara fria que fica no porão da casa.

No BK tem todos os tipos de cervejas que tu puder desejar, sonhar e  imaginar: Weiss, blonde, red, IPA, rausch, e até pilsen e lager, enfim, um paraíso para os adoradores de cervejas artesanais. E tem também, algo bem difícil de se conseguir por aí, o maravilhoso Hidromel. Nunca provou? Então corre pro BK! Ah! Não! Tem que esperar convite, amiguinho! Não é bem assim não…

Além das cervejas maravilhosas e devidamente geladinhas, temos um saboroso buffet de petiscos e belisquetes, com queijos, conservas, presuntos. E  todos os dias a Gerti prepara algum prato espetacularmente bem temperado e eu garanto, seja o que for o prato do dia: joelho de porco, cordeiro, carne de gado, estará apenas maravilhoso, porque ela  é uma cozinheira que já recebeu mil estrelas do “Guia Michelin dos nossos corações”. Ah! O pão caseiro que ela faz também é pra recuperar a fé na vida outra vez!

O ambiente é super acolhedor, tem até lareira, um quintal maneiro, um porão para reuniões mais secretas e reservadas, mesas grandes para amigos e menores  para casais.

Não tem música ao vivo (aleluia!!) o que permite conversas, risadas e papinhos ao pé do ouvido sem necessidade de gritaria e de “o que foi tu disse? Não entendi” ,o tempo todo. Também não tem wifi, é o famoso “conversem entre si, seus chatos!”. Mas leve seu celular, porque o ambiente super cool do BK permite mil fotos lindinhas para bombar seu Instagram.

Bier Keller:  Rua João Abott, 596 – Petrópolis. Porto Alegre/RS 

Então, agora torce para algum amigo frequentador te convidar pra ir lá, aposto que tu vai gostar!

JANAINA ZORZATO, FUNCIONÁRIA PÚBLICA, GAÚCHA NÃO PRATICANTE, COLORADA POR OSMOSE, METIDA A MAROMBEIRA, E COM UM LADO DONA BENTA.

Onde encontrar roupa barata em SC (e bem perto do RS)

Quem acompanhou meu Insta e a página do blog, viu que passei 10 dias em Santa Catarina, em Abril, fui comemorar meu aniver no Beto Carrero e aproveitei para visitar algumas cidades e praias do estado vizinho. Uma das coisas que me fez ficar dois dias em Sombrio, foi o paraíso das roupas com preços em conta e de qualidade,que eu a partir de já, comecei a fazer um cofrinho pra ir lá e a  cada seis meses e renovar os looks.

Outlet Japonês:

Dá pra comprar sem ter CNPJ, tem muitas lojas, de várias marcas e até farmácia. Tem wi-fi liberado e acesso livre para todos que quiserem fazer compras. Algumas lojas não tem preços tão bons, mas fica o destque especial pra For Use , que tem quase os mesmos preços da loja do Shopping Prime e as meninas atendem super bem. Se comprar com dinheiro, ainda ganha 15% de desconto no valor da etiqueta, que já é em conta.

Na farmácia do outlet também tem coisa com preço bom, foi lá onde comprei meus produtos da linha Desmaia Fios e minha escova Michel Mercier. Já a Pérola Fashion tem umas bolsas de viagem de couro sintético, lindas, que outras lojas cobram R$ 350 e lá sai por R$ 80. Tem estacionamento grátis e ainda um restaurante para almoços e lanches, além de quiosques dentro do shopping, onde eu conheci a “bebida de milho”, que é tipo um iogurte de milho. Muito bom!

Shopping Prime:

Fica em São João do Sul, que é ao lado de Sombrio e dá 10 minutos de carro do Outlet Japonês , em distância. Para entrar no Prime, tem que se identificar na portaria, é obrigatório ter CNPJ e fazer cadastro. Como nós temos, fizemos cadastro, pegamos nossa comanda e nosso carrinho e fomos às compras. No Prime, os preços são para revenda mesmo. Algumas lojas exigem mínimo de compra, outras não.

Encontrei peças na Le Shock, que em qualquer loja de departamento e de shopping, seriam no mínimo R$ 199, por R$ 45, moletons masculinos com bom corte e tecido bom por R$ 64. Na loja da For Use do Prime, encontrei o vestido jeans mais lindo da vida por apenas R$ 69. Fica o destaque também para  a loja Relux, que tem moda plus size também, com preços divinos e os vestidos de veludo da moda em vários tamanhos, por R$ 89.

Neste shopping também tem a Jóia Rara, que tem uns tênis lindos, acessórios bonitos, bolsas e botas, tudo com preço acessível. Mas para calçados, eu sigo preferindo os preços e os modelos fabricados aqui no RS. Se tem um estado que entende de sapato, é esse aqui onde moro! Quero perder peso pra comprar na loja Menina Rosa, que tem coisas lindas, mas que não cabiam em mim. Outra loja com roupas lindas, mas  com valores um pouco mais parecidos com o varejo é a BunecaLoka. Looks divinos por lá!

Lojas Havan:

Como a gente vive no RS sem Havan?

Tem lojas em quase todas as cidades onde passei e é conhecida por ter uma estátua da liberdade na frente. Gigante, aliás. Se você não quer entrar muito no estado de SC, pode passar a divisa ali por Torres, passa por Sombrio e ao lado já tem Araranguá, que tem uma havan gigante já na BR 101. Eu fui nas de Floripa, porque queria entrar na cidade. Encontrei roupas lindas pelo preço máximo de R$ 69 em vestidos, que usarei bastante e com tecidos ótimos. Outras lojas de departamentos como C &A , Renner e Riachuelo, venderiam os mesmos modelos por R$ 170 no mínimo.

Sem falar que as lojas tem eletro, chocolates, produtos para casa, é uma perdição! Foi lá que comprei secadores, pranchas e outras coisas para cabelo, tudo novo. E com um preço maravilhoso, que não encontraria nem na internet. Quero Havan aqui no RS! Quero Havan no Brasil todo, nós merecemos esses preços e essa qualidade!

Tenho muitas outras dicas desses 10 dias que passei por lá, mas essas são de roupas e afins. Volto em breve com mais dicas de hospedagens, passeios e mais um pouco.

Sendo Infiel

O primeiro bar do qual eu vou falar é o Infiel. Que nome, hein?!

IMG-20170426-WA0029

Mas sabe o por quê do nome? Porque a proposta do bar é justamente essa: que você seja Infiel! Não, não é para fazer coisas que a Igreja não aprova, é para você ser Infiel com as cervejas que irá degustar na sua noite. Ok?

Então, o Infiel não quer que você fique a noite toda na mesma marca de cerveja, que vamos combinar, de um modo geral, é o que todo mundo faz. Como o bar oferece uma carta de chopp  cevas e artesanais variada, o Infiel quer que você prove uma, depois outra, e mais outra e opa… Chama um Uber!

IMG-20170426-WA0024

Além das cervejinhas bacaninhas, tem uns petiscos bem legais,  umas pizzas gostosas, tamanho brotinho, com massa super fininha, tem o pancho que eu ailoveio, tem batatas rústicas e salsichas bock, além de pretzels, que eu não vou te contar o que é, vai lá provar! E tem também negrinho, branquinho e sorvete feito com cerveja!

Outra coisa que é mega importante nos lugares que eu vou, é o ambiente! O clima do local é tudo, pode ser bar, pousada, parque, casa de amigos. O ambiente te acolhe, te aquece, ou não. E no Infiel, o ambiente é uma delícia.
Sou do tipo que observa  a cor das paredes, saboreia as toalhas, se delicia com os pequenos detalhes do ambiente.

IMG-20170426-WA0025

O bar fica dentro do shopping Guion, onde fica o cinema . Lugar  que frequento desde que abriu e no qual, até hoje, nunca assisti um único filme que eu não gostasse, o dono do Guion tem  o mesmo gosto que eu para filmes, só pode! Mas enfim, vamos falar do bar.

Então, o Infiel é pequeno na parte de dentro, tem poucas mesas, o que dá a ele um ar ainda mais caloroso, acolhedor, simpático e exclusivo. Tá a fim de tomar uma ceva de primeira e está sem parceria? Ou apenas quer curtir um momento a sós com a pessoa mais espetaculosa do mundo, ou seja: você mesmo. Olha, vai no Infiel que tu vai te sentir tri bem. Não tem aquela coisa de povão fazendo barulho, bando de gente falando um mais alto que o outro e aquela banda de pagode/sertanejo/sabedeusoque super chatinha tocando.

IMG-20170426-WA0030

O lugar é gostosinho, tu vai te sentir muito a vontade, a decoração é o que eu defino de “rústica fofa”. Mas, se quiser ir com mais amiguinhos, tem a parte externa do bar, que fica dentro do Guion mesmo, com várias mesas e com ambiente igualmente bacana e ainda dá para apreciar o público circulando.

Não vou falar  aqui sobre todos  os tipos de cervejas do Infiel, até porque eles trocam algumas delas, vez ou outra. Mas tem cevinhas desde pilsen, até porters, IPA’s e afins, ou seja, tem para iniciantes, iniciados e calejados.
Então tá, vai lá no Infiel, aproveita e joga no google os horários do Guion, aposto que tem algum filme bem legal pra ti assistir antes ou depois das tuas cervejinhas!

Beijo, fui!

JANAINA ZORZATO, FUNCIONÁRIA PÚBLICA, GAÚCHA NÃO PRATICANTE, COLORADA POR OSMOSE, METIDA A MAROMBEIRA, E COM UM LADO DONA BENTA.

IMG-20170404-WA0000

Dicas sobre bares, baladas e viagens: Jana

Bem, então a Priscila teve a  ideia de me convidar para escrever uma coluna no blog dela sobre lugares que frequento e curto. Uma das piores ideias que ela já teve, coitada! Mas enfim, como diz aquele ditado: cuidado com o que você pede pois pode conseguir. E ela conseguiu.

Expliquei para a Priscila que tenho uma vida bem corrida, e que não conseguiria escrever com regularidade. Se ela aceitasse textos eventuais e com periodicidade de: sabe-se lá quando, eu toparia. A louca aceitou e eu também.
Portanto, primeiro quero deixar claro que não sou entendedora de bares, restaurantes, comidas, não sou sommelier de coisa nenhuma, não me formei em turismo nem em artes culinárias, enfim, sou uma pessoa como você: que gosta de comer, beber e dar umas bandas por aí.

-pin-ups-33

Moro em Porto Alegre, uma cidade, que falem bem, falem mal, tem sim, muita coisa para fazer, ver e …oba! comer e beber!
Às vezes ando por alguma rua que fazia tempo que não circulava por ela, e…pimba! um bar, bistrô, ou boteco novo. Aliás…atenção com a palavra BOTECO, que também pode ser substituída por ARMADILHA. Nos “botecos” de hoje tu vai pagar 30 pila por uma caipirinha e uns 50 pila por uma porção de bolinho de arroz. Deturparam o boteco, meu povo! Cadê o governo?

Minha família inteirinha é de italianos, portanto, toda a minha existência desde que eu era um óvulo loirinho de olhos azuis, até hoje que sou uma adulta loira(obrigada L’oreal, te amo!), foi permeada, adivinha pelo que? Sim! Comida! Ah, a comida…quem não tem uma relação quase doentia de amor e ódio com a bendita da comida? Eu tenho e muito. Adoro quando eu ataco ela e odeio quando vejo os estragos que ela faz no meu abdômen.

Minha mãe cozinha muito bem, meu pai assava um churras nota 100, e meu irmão cozinha muito bem, e eu tenho lá meus dons de dona Benta. Portanto, não é qualquer molho de sachê com miojo que faz meus olhos brilharem. Eu gosto de comer e sei do que eu gosto, ou não.
Beber também é algo que mantém a vida adulta um tiquinho menos insuportável, né? E comida e bebida se complementam. Confesso que no meu dia a dia, minha bebida principal é água mesmo, assim, pura, sem bolinhas, bem sem graça, inclusive nas principais refeições. Mas claro, adoro uma cerveja artesanal, espumante, vinho, suquinhos, enfim, coisas líquidas.

Hum…  Eu gosto de tanta coisa, já fui em tantos e tantos lugares legais que nem sei por onde começar. Ou sei sim, vou começar por dois bares não muito conhecidos em Porto Alegre, mas que me cativaram logo de cara: O Infiel e o Bier Keller.
Aguardem!

IMG-20170404-WA0000Janaina Zorzato, funcionária pública, gaúcha não praticante, colorada por osmose, metida a marombeira, e com um lado Dona Benta.