Tag: vida real

Tag: O que eu carrego na minha bolsa

Post por em Beleza, Moda

E depois de um bom tempo sem postar vídeos, neste final de semana gravei 3 novos!

De vez eu quando eu até gosto, apesar de  gostar bem mais de escrever pra vocês. E sei que vocês também gostam disso, por isso sigo meio contra a maré, com mais posts escritos do que vídeos.

bags

Hoje eu gravei uma Tag, onde eu mostro o que eu carrego na minha bolsa, mostrando toas as coisas que carrego, numa vibe meio aloprada, mas esse é o meu jeitinho! hahaha!  Espero que gostem!

E a Pri Brandt também já mostrou um vídeo d que ela carrga na bolsa dela também, dá pra ver o post aqui.

Um beijo,

Pri Von Mühlen 

Nós, mulheres, temos prazo de validade?

Não fiquem assustadas. Esse “prazo de validade” não veio da minha cabeça.  Aliás, tô até agora enojada pelo que li nos comentários da matéria feita pelo Clic RBS, portal aqui do RS. A matéria elogiava  a boa forma da atriz Letícia Spiller aos 41 anos. Até aí, ok. Mas os comentários masculinos me deram asco.

Um senhor , disse que as mulheres tem prazo de validade, que homens que mantém relacionamento com mulheres acima dos 35 anos, tem meninas de 20 por fora, para poderem se satisfazer. Não adianta estar em boa forma depois e certa idade, importa estar jovem. Segundo ele, claro. Que somos iludidas achando que nos querem após essa idade , que eles só querem as novinhas e nos enganam.

Já outro rapaz, é ainda mais radical: até 30 anos ou menos dá pra ficar  com alguma mulher, porque na casa dos 27, já não servem pra nada.

Só a mulher que envelhece? Não. 

Mas desde 1900 e guaraná de rolha, os homens acham que as mulheres mais velhas não servem para nada. Que as ninfetas que prestam. E a mídia tende a enfatizar isso e os famosos idem. Raros casais da mídia mantém seus relacionamentos longos. A maioria dos velhotes anda com moçoilas jovens, saradas, que em busca do amor, fama e dinheiro, aceitam ficar com eles. Se elas gostam, não vou criticar. Não estou dizendo que homem velho não presta, mas estou falando dos relacionamentos descartáveis.

Tá, mas e as quarentonas pegando novinhos, tu não vê? 

Vejo, mas geralmente elas tem melhor condição financeira do que os rapazes em questão. Nos bairros pobres, é bem escasso o número de mulheres casadas ou que mantém relacionamento com meninos mais jovens. Analise, eu pelo menos vejo isso.

E a crueldade com que as coisas são ditas, me enoja de tal maneira…Porque homem pensa que não envelhece, que não fica caído, que não fica enrugado, que não tem cabelo branco. Mas a gente ( e esse ” a gente” , somos eu, você a torcida de todos os clubes do Brasil e do mundo) contribui pra que eles se sintam assim.

Exemplo: 

  • Homens velhos com cabelos brancos: charmosos
  • Mulher velha com cabelo branco: desleixada ou assumiu a idade mesmo
  • Homem com mulher mais jovem: garanhão
  • Mulher com homem mais jovem: ‘quenga’
  • Homem com rugas: normal, olha a idade dele!
  • Mulher com rugas: relaxada, não se cuidou!
  • Homem com roupa desajeitada: ah, tadinho! Ele não tem gosto pra se arrumar ou uma mulher que o ajude
  • Mulher com roupa desajeitada: ai, que horror! Como pode andar na rua com uma roupa dessas?

Eu entendo que nós mulheres (nem todas, eu sei!) contribuímos pra esse pensamento machista, velho, de mente tacanha. Eu tenho trabalhado bastante para colocar não só na cabeça dos homens que convivo que nós não temos prazo de validade e que sim, eles também envelhecem, ficam enrugados e com o piu -piu mole.

Não sou feminista, menos ainda recalcada. Orgulho-me dos 31 anos que tenho, acho que estou ótima para minha idade e só queria ter uns quilos a menos, mas isso não me faz valer menos que ninguém.

Agora, se eu fico velha, se você fica velha, ok! E que bom que ficamos velhas, sinal que estamos vivas! Mas homem também envelhece, e alguns ficam muito enrugados. Nem por isso, os descartamos!

P.S: A matéria em questão está neste link. 

Você tem  prazo de validade?  Eu não. 

Aliás, tenho. Quando Deus quiser me levar embora. Aí sim, acabou minha validade. Até lá, valho e muito! 

Você também, sua linda!