Marcas de chapinha reprovadas, atenção adoradoras do efeito liso

 

A Proteste fez um teste com 6 conhecidas marcas de chapinha, são:

  1. Ceramic Ion Liss TS-550, da NKS
  2. Cerâmica Ionizadora, da Britânia
  3. Ceramic Laser Ion, da GA.MA Italy
  4. Ion Ceramic Digital, da Mallory
  5. Cerâmica S1009, da Remington
  6. Look, da Taiff

Contrariando todas as minhas deduções, a única realmente aprovada foi a Ceramic Ion Liss TS-550, da NKS, por não apresentar risco de choque elétrico para a consumidora.
Porém a Proteste não recomenda seu uso, pois pode prejudicar os fios, pois não controla o aumento da temperatura.

Os demais produtos testados, Cerâmica Ionizadora, da Britânia; Ceramic Laser Ion, da GA.MA Italy; Ion Ceramic Digital, da Mallory; Cerâmica S1009, da Remington; e Look, da Taiff, foram todos reprovados.

Os produtos da GA.MA Italy, Taiff e Remington não passaram no quesito segurança elétrica. Os dois primeiros, segundo a associação, apresentam falhas no isolamento, permitindo fuga de corrente. Caso ocorra um pico de tensão na rede elétrica, por exemplo, o consumidor pode levar um choque. Se usá-los em um local úmido, como o banheiro, o risco seria ainda maior. O terceiro permite que a pessoa encoste o dedo no plugue ao inseri-lo ou retirá-lo da tomada.

A cerâmica, parte voltada para os fios de cabelo, com mais de 80°C pode danificar os cabelos. O teste comparativo afirma que apenas as pranchas da Britânia e Mallory permitem optar por essa temperatura, nos seus modos de operação mais baixos. As demais funcionam de 160° a 217°C. As opções da GA.MA, NKS e Remington analisadas não possuem controle de temperatura.

Respostas das marcas
A GA.MA Italy diz que todos os cabos e plugues utilizados são aprovados pelo Inmetro e passam por rigoroso teste de qualidade. De qualquer forma, informa que inserirá os mesmos testes realizados pela Pro Teste para que o consumidor não corra riscos.

Sobre a temperatura da prancha, a empresa garante que estudos comprovam que os fios suportam temperaturas de até 90° e os produtos ultrapassam os 80°C porque a transmissão de calor da prancha para o cabelo não é total.

A Taiff declara que a chapinha apresenta temperatura acima de 100°C na lateral da carcaça, próximo ao perfil da cerâmica de aquecimento, região que não deve ser tocada durante a utilização. O consumidor deve segurar o produto pela empunhadura de borracha, como mencionado no manual, que chega à temperatura aprovada: 75°C.

A empresa, que fabrica o modelo Look, ainda afirma que enviou um questionamento à Pro Teste para que aponte em qual ponto verificou a falha de isolamento. Segundo ele, o seu cabo com plugue é certificado conforme a norma NBR 13249. A resposta para o mau resultado no item temperatura do perfil da cerâmica é que o manual de instruções cita que o produto deve ser utilizado em movimentos contínuos, o que evita danificar os fios, além da recomendação de contar com o auxílio de um protetor térmico.

A Mallory esclarece que cumpre todas as normas de segurança térmica e ressalta que o teste realizado pela própria empresa conclui que os pontos em que há aquecimento maior (cobertura externa da placa no centro e cobertura externa da placa na lateral) não são destinados ao manuseio durante o uso do produto.

A NKS declara não ter conhecimento sobre o artigo e, portanto, não pode se pronunciar. Representantes da Britânia e da Remington não foram localizados.
Fonte: Terra

Então, muito cuidado ao escolher sua chapinha!

Eu gosto da minha, a Taiff Ion Tourmaline, considero a melhor de todas que já usei até hoje.
Deixa um brilho sem igual nos cabelos!

E tu, qual chapinha usas?

Um beijão,

Obrigada por acessar o Shampoo de Laranja!