Os 180 reais que foram para o lixo na Imaginarium

em Moda

Avistei a bolsa acima na vitrine da loja Imaginarium do Shopping Bourbon Wallig aqui em Porto Alegre e entrei na loja decidida a comprar. Mesmo pegando na mão e vendo que era tipo sarja e sarja branca, que sujaria fácil comprei. Achei o modelo bonito e os coraçõezinhos me conquistaram, amoleci na hora. Tá, desembolsei 189 mangos e saí da loja felizona com minha bolsa nova. Mal sabia eu, que dias depois veria que comprar esta bolsa nesta loja teria sido o mesmo que jogar meu dinheiro no lixo.

Como eu disse, a bolsa sujou com a poeira e de andar pra lá e pra cá a tiracolo comigo. Até aí normal,acontece com todas as bolsas. Fui limpar com um pano úmido com detergente neutro e a cor da parte da frente ficou assim como a foto abaixo:

A bolsa ficou um caco, já desbotou toda e parecia um trapo. Levei na loja com menos de um mês de uso e expliquei pra moça que queria trocar. Comprei dia 23 de março e fui trocar dia 20 de abril. Como é uma loja pequena, imaginei que a moça fosse trocar, não ia me deixar  com aquele pano velho na mão e tal. Mas não, me deu um papel  e mandou para análise na fábrica. Mas precisava analisar aquele trapo que estava na frente dela?

Então, eis que depois de uns 15 dias me ligaram da loja para eu ir buscar a bolsa, chegando lá, uma moça que se dizia gerente, chamada Natasha, me disse que a troca não tinha sido autorizada porque a bolsa não poderia ser mnolhada, deveria ser lavada a seco. ok, eu não molhei, só umedeci levemente e a cor já saiu toda, imagina com a química forte das lavagens a seco? Mas tá, a mulher trabalha pra marca, deveria saber do que estava falando. Ledo engano.

Levei minha bolsa para lavar na rede de lavanderias 5 a Sec e paguei 30 reais pela lavagem, só pra ver minha bolsa limpa outra vez. E quando a moça pegou a bolsa para lavar, ela disse, eu até lavo, mas te aviso que este material não se lava a seco, tua bolsa vai ficar dura e pode descolar. Nada como a expertise de quem lida com isso todo dia, né?  Mas eu disse pra ela lavar porque a moça da loja disse que era assim que limpava. Assim foi feito.

Não é pra olhar minha unha descascando na foto, hein! A tampa da bolsa ficou descolada, o tecido da bolsa  ficou duro igual a um pau, toda torta e a cor do  couro ainda  saiu para as alças. Simplesmente nem para saco de lixo serve mais. E a loja? bem, a moça nem me atende  mais, disse que a fábrica não autorizou a troca e que ela não pode fazer nada. Mas para me orientar a fazer caca com a bolsa, não me dar nota fiscal de compra, eles são bem rapidinhos. Quando pedi a nota, disseram que fica registrada a compra no sistema. Sorte que comprei no débito e tenho o registro no extrato do banco!

E para piorar, o desbotamento que estava só na parte frontal, tomou conta da bolsa inteira, vide o close do coraçãozinho da alça. E não foi culpa da lavanderia, porque no descritivo do recebimento da bolsa para troca, a moça da loja anotou sobre o desbotamento e  ela não tinha me dito para mandar lavar a seco ainda. Então, nada mais justo do que a Imaginarium trocar a bolsa. Mas não, preferiu fazer eu jogar 189 reais no lixo, mais 30 da lavanderia.

Faço este post como uma consumidora indignada pelo tratamento que recebi de uma marca que se faz de “miguxa” nas redes sociais, mas na hora de tratar o cliente, não dá o mínimo valor. Não sei quanto ao salário e finanças de vocês, mas 210 reais é bastante dinheiro para ir para o lixo. Onde eu fui criada, esse dinheiro dá pra comprar bastante coisa.

Comprei a bolsa porque gostei, porque quis. Mas não merecia este trapo em menos de 30 dias e muito menos a negativa da troca. Fica o alerta para que vocês não passem pelo mesmo problema.  Me decepcionei um monte com a marca.

#failimaginarium